sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

CUIDADOS NA ESCOLHA DO CONJUNTO RELÉ, PROTETOR TÉRMICO E CAPACITOR.

Componentes Eletronicos

Os componentes elétricos têm papel essencial no funcionamento dos compressores. Por esse motivo, o diagnóstico feito pelo refrigerista em qualquer sistema de refrigeração deve incluir uma verificação cuidadosa do estado e da correta aplicação do relé, capacitor de partida e protetor térmico, assim como, em alguns casos, do inversor.
Para começar, é importante lembrar que nem todos os compressores utilizam capacitor de partida e capacitor de funcionamento, e que existem diferentes tipos de relés, PTC, além dos dispositivos TSD (Time Starting Device), usados em modelos de alta eficiência. Também os protetores térmicos podem variar entre os de 3/4 e o 4TM.
Outra informação fundamental é que compressores da mesma família e com capacidades semelhantes nem sempre utilizam os mesmos componentes elétricos. O conjunto elétrico é determinado com base na voltagem, frequência e envelope de operações do compressor (L/M/HBP). Ainda, na mesma família, existem modelos que trabalham com baixo torque de partida (LST) ou com alto torque de partida (HST), o que acarreta diferenças como, por exemplo, o uso obrigatório de capacitor de partida ou a existência de pontes para os relés, ligando terminais.
Por isso, quando for preciso fazer a reposição, deve-se sempre consultar a ficha técnica dos compressores no catálogo eletrônico disponível no site da Embraco. Para essa pesquisa, as informações chave são modelo, voltagem e frequência, que estão disponíveis na etiqueta do compressor.
Quando existe a necessidade de substituição, não se pode improvisar ou recorrer a uma solução que não é a recomendada. Esse procedimento pode causar sérios problemas, incluindo a queima do compressor. Também deve ser dada atenção especial à montagem dos componentes. De maneira geral a sequência é a seguinte:
•Monte o dispositivo de partida e o protetor térmico;
•Faça a conexão elétrica do capacitor a ser aplicado;
•Efetue a montagem do suporte e capacitor.
Mas é preciso verificar as características específicas de cada modelo de compressor e, em função disso, saber os detalhes dessas três etapas.
Erros comuns na escolha dos componentes elétricos:
1. Considerar que modelos de compressor com potência do motor igual usam os mesmos componentes elétricos.
Exemplo: quando se coloca o conjunto relé/protetor de um compressor EMI30ER, para blends e aplicação em baixa (LBP), em um modelo EMIS30HHR para R134a e aplicação em baixa/média/alta (L/M/HBP), o Kit elétrico não irá funcionar da maneira adequada. Em outras palavras, o  protetor térmico pode não atuar ou o motor de partida não desligar no momento apropriado, gerando a queima do compressor.

2.
Usar um capacitor de menor voltagem que a especificada.

Exemplo: para substituir um capacitor de 88-108 μF e 150V, algumas vezes o refrigerista opta pelo modelo de 120 V. O correto seria usar o capacitor de voltagem igual ou superior, indicado para suportar os picos de voltagem do ciclo normal liga-desliga e evitar os riscos de danificar o compressor.

3. Não levar em conta o tipo de fluido refrigerante usado no compressor.

Exemplo: componentes elétricos para compressores de 1/5 HP para misturas (blends) e R134a são diferentes. A utilização do conjunto relé/protetor térmico errado pode provocar um desligamento prematuro ou o não desligamento em situações em que ele seria necessário.
FONTE: Clube da Refrigeração

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

GELADEIRAS ASSASSINAS!

Sua geladeira pode te matar


Nunca coloque carne na prateleira de cima e tome cuidado com vegetais crus. Sua geladeira pode causar mais doenças do que você imagina



(Crédito: ARENA Creative / Shutterstock.com )
(Crédito: ARENA Creative / Shutterstock.com )
Quem acha que a geladeira é um abrigo seguro para seus alimentos está enganado. De acordo com o site Mail Online, as prateleiras do seu refrigerador podem conter mais de 750 vezes o número de bactérias considerado aceitável


Quem acha que a geladeira é um abrigo seguro para seus alimentos está enganado. De acordo com o site Mail Online, as prateleiras do seu refrigerador podem contermais de 750 vezes o número de bactérias considerado aceitável. Sendo que algumas delas podem até matar, como a E. Coli, a salmonella e a listeria.



No Reino Unido, de acordo com a Agência Britânica de Padrões Alimentícios, cerca de 1 milhão de pessoas sofrem de doenças causadas por alimentos mal estocados. Portanto, entender como guardar seus alimentos da geladeira pode te prevenir destes tipos de enfermidades, normalmente causados por bactérias.


Alguns germes podem sobreviver a baixas temperaturas:


Muita gente pensa que basta congelar um alimento para matar as possíveis bactérias que neles habitam. Errado. Na verdade, o congelamento só diminui o ritmo de reprodução delas.

Além do mais, alguns tipos de bactérias se reproduzem muito bem de -1 a 4 graus. Estes germes estão normalmente presentes nos queijos bries, carnes frias, patês e peixes defumados.

Portanto, deve-se manter sua geladeira na temperatura correta. O recomendado é de 5 graus para baixo, mas a maioria das pessoas os deixa de 6 graus para cima. Não deixe o refrigerador aberto por muito tempo nem coloque comidas quentes, isso faz com que a temperatura interna do seu eletrodoméstico diminua.


Limpe sua geladeira:


“Demandamos muito mais dos nossos refrigeradores do que há 10 anos”, destaca professor Tom Humphrey, da Universidade de Liverpool. Nossos pais guardavam jarras, geleias e ketchups abertos no armário. Hoje, a indústria coloca menos conservante nesses produtos e temos que guarda-los na geladeira assim que abertos.

Ou seja, os refrigeradores atualmente têm que trabalhar bem mais. Portanto, a regra básica de higiene nestes eletrodomésticos é abaixar a temperatura se ele estiver cheio de mais. Certifique-se de limpá-lo uma vez por semana com água quente e desinfetante. A área mais importante é o compartimento de carne crua. Se estiver cheirando, então, certamente precisa ser lavado.


Nunca coloque carne na prateleira de cima:


Não se deve colocar carne acima de outros alimentos porque elas podem contaminar o que estiver em baixo delas. As prateleiras têm fendas e cantos, pelos quais as bactérias podem passar.

Quando esses frangos forem cozinhados, esses germes serão mortos, mas um alimento como salada, que estiver na prateleira de baixo, é comido cru. No Reino Unido, em Birmingham, 40% dos frangos embalados nos supermercados estavam contaminados em 2010.

Deve-se também colocar as comidas que serão consumidas crus longe de alimentos processados, cozidos em casa ou carne crua. Peixes normalmente não estão contaminados, mas eles estragam rápido.


Cuidado com os vegetais crus:


Vegetais normalmente causam muitas infecções por bactérias. Não e à toa que já mataram 23 pessoas no Reino Unido ano passado. O E. Coli, verme presente nestes alimentos verdes, sobrevivem ao congelamento e se encontram nas sujeiras que eles apresentam.

Portanto, é necessário lavar os vegetais com água parada, pois a água corrente pode espalhar os germes na sua pia. Depois de limpos, os vegetais devem ser guardados em um compartimento separado na geladeira. E, claro, longe e acima das carnes.


Não confie no seu nariz:


Muitas vezes, uma comida que pareça ótima e não esteja cheirando pode estar contaminada. Não se pode mais confiar neste antigo método. Em geral, 3 dias são o limite para consumir uma comida processada já aberta. Depois disso, já não é mais recomendável consumi-la.

COMO TER CERVEJA GELADA BEM RÁPIDO!

3 maneiras de gelar cerveja rápido

Aprenda a gelar sua cerveja em instantes para nunca ficar na mão quando aquele seu amigo chega com um engradado de breja quente

Churrasco no final de semana, reunião com os amigos pra assistir o jogo de futebol, festa de aniversário, confraternização com os colegas da faculdade ou simplesmente uma tarde em casa – todas são situações em que gelar cerveja rápido é essencial, afinal não há latinha ou garrafa que escape do calor infernal dos últimos tempos. Nós do AreaH criamos uma lista com três maneiras de gelar sua cerveja rapidamente, anote:

#1 – Água+Sal+Gelo
Pura química: o sal diminui a temperatura em que a água congela, então basta preencher um recipiente com água, sal e cubos de gelo e suas garrafas ou latinhas vão ficar trincando de tão geladas em cerca de três minutos. É mais eficaz do que apenas colocar um monte de gelo, porque a água cria uma superfície de contato muito maior do que os cubos de gelo. Eventualmente você terá que drenar um pouco da solução e adicionar mais água, gelo e sal, pois à medida que o gelo derrete, a temperatura aumenta.

É um método fácil e que requer pouca manutenção, não tem porque não tentar. Fique atento às medidas: 500g de sal para 1 litro de água.

#2 – Guardanapo molhado
Se você não tiver um recipiente grande o suficiente para armazenar a mistura acima e todas as suas garrafas/latinhas no mínimo você tem um freezer por perto, mas colocar tudo lá dentro demora, não é mesmo? Pegue alguns guardanapos ou papel toalha e envolva a garrafa, em seguida mergulhe em água corrente – você deve deixar a garrafa ou latinha e o papel encharcados, mas não pingando. 

Deixe no freezer e sua cerveja estará gelada em cerca de quatro a cinco minutos. O papel cria uma superfície de contato com a embalagem da cerveja e troca a temperatura muito mais rápido que apenas o ar refrigerado, por isso funciona. Só não se esqueça da cerveja no freezer, você não vai querer um bloco de cerveja congelada.

#3 - Jockey Box
Este método requer mais investimento, mas vai durar por bastante tempo. As jockey boxes, muito populares nos Estados Unidos, são recipientes com capacidade de refrigeração instantânea, mas você precisa de um barril de cerveja, literalmente. O sistema é vendido em um kit que contém a caixa, tubos, torneiras e um cilindro de CO2 que irá manter tudo pressurizado. Dentro da caixa você adiciona muita água e gelo, até os tubos ficarem submersos. Em seguida, conecte o barril com a parte de trás da caixa e está pronto. 

A cerveja vai sair geladíssima e sem colarinho exagerado. A vantagem é que é um investimento único desde que você cuide bem do kit. Só terá que repor o cilindro de CO2 eventualmente. É ideal para eventos em que muitas pessoas vão beber, caso contrário, opte pelos outros métodos. Um kit completo pode ser aquirido pela Amazon, por US$ 344.99.

MAIS UM ANO DE LUTA, CONSEGUIMOS CONSOLIDAR A NOSSA OFICINA!









CARACTERÍSTICAS EXIGIDAS EM UM BOM TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO




REFRIGERISTA: COMPETÊNCIAS EXIGIDAS
Com o crescente nível de exigência, para ser mecânico de manutenção e instalação de aparelhos de climatização e refrigeração ou trabalhar na fabricação e montagem de equipamentos e sistemas é preciso desenvolver várias habilidades e competências. Veja abaixo as principais.
Conhecimentos
  • Eletricidade, solda, instalação de equipamentos e tubulações de cobre, pressão e cargas de gás;
  • Noções de mecânica, normas técnicas de segurança no trabalho e de conservação do meio ambiente;
  • Domínio de física, química e matemática.
Talentos pessoais
  • Organização;
  • Raciocínio lógico;
  • Habilidades manuais.
Fonte: Guia Escolha Profissões – Indústria, do Senai

O EXEMPLO NORTE-AMERICANO
A revista Contracting Business, publicada nos Estados Unidos, escolhe anualmente o melhor profissional de assistência técnica em refrigeração comercial. As características valorizadas pela revista para selecionar esse técnico diferenciado mostram uma realidade que, pouco a pouco, está chegando aqui. Veja como são os escolhidos:

  • São dinâmicos e profissionais em todos os aspectos de seu negócio;
  • Buscam constantemente novas formas de melhorar seu negócio, pela qualidade dos serviços prestados e pelo atendimento de alto nível aos clientes;
  • Tratam muito bem seus funcionários, clientes e fornecedores;
  • Estabelecem uma reputação como fornecedores de serviços de excelência;
  • Mantêm um olho no futuro e estão atentos às mudanças do mercado, reagindo rapidamente às oportunidades que se abrem em seu segmento de atuação;
  • Seguem um planejamento estratégico e se preocupam em ter o melhor retorno de seus investimentos;
  • Não têm medo de enfrentar riscos calculados e explorar novas possibilidades.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

TEMOS CAPAS PARA SUA MÁQUINA DE LAVAR ROUPAS

TEMOS VÁRIOS MODELOS DE CAPAS PARA MÁQUINAS DE LAVAR ROUPAR, CONSERVE SUA MÁQUINA, PROTEJA ELA DO SOL E DA POEIRA, VENHA CONHECER!

COMPRESSOR INDICADO PARA FREZER 500L 2 TAMPAS


Embraco

COMPRESSOR INDICADO PARA FREZER 500L 2 TAMPAS

FFU130HAX 
Refrigerant:R-134aDisplacement (cm³):10,61
Voltage:220 V 60 Hz 1 ~Lubricant Type:ISO10
Frequency (Hz):60Lubricant Charge (ml):280
Application:L/MBPMotor Type:CSIR
HP:1/3+Starting Torque:LST/HST
Efficiency:1,19Type of Test:ASHRAE32
Capacity:315
Approval

Image for illustration purposes only
Code: 

Data
Performance
Dimensions
Accessories

Starting Device
Assembly Engineering Code:519109563
Starting Device - Relay:213516584
Overload Protector:13634475
Electrical Components Cover:
Note:

1 - Starting device - Relay
2 - Overload protector
3 - Terminal board
4 - Internal wiring
5 - Cord anchorages
6 - Terminals cover